Estilistas de sucesso: a história de Stella McCartney

São tantos nomes da indústria da moda, tantos talentos inspiradores, que fica difícil quando a gente precisa escolher alguém pra contar sobre a carreira aqui pra vocês.

Já falamos sobre a trajetória de Givenchy, que faleceu este ano, Alexandre Herchcovitch, Juliana Jabour e Dudu Bertholini. Hoje, nossa série estilistas de sucesso traz a história de ninguém menos que Stella Nina McCartney.

Um pouco da história da estilista Stella McCartney

Nascida em Londres, Stella é a segunda filha do ex-Beatle Paul McCartney e da fotógrafa Linda McCartney. Ela demonstrou seu interesse pela moda desde bem cedo, quando, aos 13 anos, costurou uma jaqueta, a sua primeira peça.

É claro que o parentesco favoreceu no quesito oportunidades para a estilista. Aos 16 anos, depois de estagiar com Christian Lacroix, Stella trabalhou com o alfaiate do pai, o famosíssimo Edward Sexton.

Stella McCartney e o pai, Paul McCartney, em Copenhagen. Março de 1976 (Getty Images)

Stella McCartney e o pai, Paul McCartney, em Copenhagen. Março de 1976 (Getty Images)

Em 1995, formou-se em design de moda pela londrina Saint Martins, e desde então demonstrou seu estilo consistente, marcado pela naturalidade, elegância e leveza. Em seu desfile de formatura, Stella chamou a atenção não apenas pelo talento, mas pelas participações ilustres de modelos conhecidas – como Naomi Campbell – e pela trilha sonora especial, gravada pelo pai.

Aos poucos, a estilista se firmou como um dos nomes mais respeitados da moda britânica, saindo da sombra do pai. Trabalhou com Tom Ford, na Gucci, e depois foi nomeada, em 1997, diretora criativa da Chloé, em substituição a Karl Lagerfeld. Suas coleções para a marca foram mais do que bem-sucedidas, convencendo de vez a mídia e os críticos da área sobre seu talento legítimo.

Confira o vídeo do primeiro desfile de Stella para a Chloé:

Stella McCartney e Naomi Campbell no desfile da Chloé em 2001 || Créditos: Getty

Stella McCartney e Naomi Campbell no desfile da Chloé em 2001 || Créditos: Getty

A criação da grife Stella McCartney

Foi em 2001 que a estilista aceitou a proposta do Grupo Gucci de lançar sua marca própria em parceria, sendo a primeira mulher a integrar o grupo. Seu desfile de lançamento, no mesmo ano, aconteceu na Semana de Moda de Paris.

Atualmente, a marca Stella McCartney opera 51 lojas independentes, e suas coleções são distribuídas em 77 países, incluindo lojas especializadas e de departamento.

Linha do tempo da marca Stella McCartney

2003

● Lançamento da primeira coleção de óculos.

● Lançamento do primeiro perfume da grife, batizado de STELLA.

2007

● Lançamento da CARE, uma linha de produtos para cuidados da pele. Feita 100% com ingredientes orgânicos, a linha era composta por sete produtos.

2008

● Lançamento de uma sofisticada e sensual linha de lingeries.

2010

● Lançamento da Stella McCartney Kids, uma linha infantil de roupas e acessórios para recém-nascidos e crianças até 12 anos.

● Lançamento, em colaboração com a Disney, de uma coleção de joias e acessórios inspirados no filme Alice no País das Maravilhas.

Stella McCartney Kids. Fonte: stellamccartney.com

Stella McCartney Kids. Fonte: stellamccartney.com

2012

● Lançamento da mais nova fragrância da marca, batizada de L.I.L.Y. Stella revelou que a sigla do nome do perfume deriva do apelido que seu pai deu para sua mãe – falecida em 1998 – “Linda, I Love You”, e do nome de uma de suas flores prediletas, o lírio (em inglês, “lily”).

● Lançamento de uma coleção de sutiãs e calcinhas confortáveis, batizada de STELLA, feita de materiais sustentáveis, como algodão orgânico e metal reciclado.

Stella McCartney e sua relação com a sustentabilidade

Seguindo os passos da mãe, que ficou bastante conhecida pelo ativismo em favor dos animais, Stella é vegetariana convicta e se recusa a utilizar couro ou pele em suas criações. A sustentabilidade sempre fez parte de sua marca, muito antes de virar uma tendência na indústria.

Dessa forma, a estilista nunca usou pele, pelo, penas naturais ou couro em suas peças, e já a partir de sua segunda coleção passou a usar algodão orgânico, sedas, lãs e poliéster reciclados.

Hoje, pelo menos 50% das criações de Stella McCartney são feitas com materiais sustentáveis, além dos seus constantes estudos e investimentos em alternativas aos tecidos tradicionais.

O vestido criado por Stella McCartney e a startup Bolt Threads, feito com material biológico que imita a seda real feita por aranhas, uma das mais fortes fibras naturais.

O vestido criado por Stella McCartney e a startup Bolt Threads, feito com material biológico que imita a seda real feita por aranhas, uma das mais fortes fibras naturais.

Uma de suas bolsas mais vendidas, a Falabella, é feita de couro vegetariano e nylon originário de garrafas recicladas.  Esse posicionamento não transforma Stella na estilista que mais vende, mas seus valores e convicções a colocam anos luz à frente das outras marcas no quesito inovação e personalidade sustentável.

história de Stella McCartney 5

Nós, aqui da Lunelli, fizemos questão de trazer um pouquinho da história da Stella, pois também trabalhamos todos os dias para melhorar nossos processos produtivos e diminuir os impactos à natureza.

Desde 2006, somos certificados pela ISO 14001 e sempre trabalhamos com ações específicas para o reaproveitamento de materiais, tratamento de efluentes e treinamentos de educação ambiental.


Tags:,

Deixe um comentário